Notícias

Urbs retoma equilíbrio financeiro e economiza R$ 1,5 milhão por mês

Foto: Valdecir Galor/SMCS

| 10/4/2018

A Urbanização de Curitiba S/A (Urbs) conseguiu nos últimos seis meses uma redução de cerca de R$ 1,5 milhão nas despesas mensais. A economia é fruto de medidas adotadas pela atual gestão para retomar o equilíbrio financeiro da empresa que gerencia o transporte coletivo de Curitiba e também cuida de vários equipamentos públicos, como a Rodoviária, o Shopping Popular, os terminais de ônibus.

O balanço foi apresentado nesta terça-feira (10/4) pelo presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto, aos cerca de mil funcionários da empresa. “Quando o prefeito Rafael Greca assumiu a Prefeitura, a Urbs apresentava déficit mensal de cerca de R$ 2,5 milhões. Hoje, já estamos conseguindo pagar as despesas em dia, o que não era feito anteriormente, e iniciamos um processo de recuperação, possível graças à compreensão e ao esforço coletivo dos funcionários”, disse Maia Neto.

Para retomar o equilíbrio financeiro, a Urbs renegociou dívidas acumuladas e fez o parcelamento de débitos com o INSS, PIS e COFINS no valor de aproximadamente R$ 35 milhões. Também foram parcelados débitos com a Copel, de aproximadamente R$ 17 milhões.

O presidente da Urbs também mostrou resultados da economia gerada pela alteração do horário de funcionamento da empresa para o período da tarde. Em três meses, a conta de telefonia caiu 30% e a de locação de veículos 20%. “Mantivemos o mesmo acordo estabelecido na gestão anterior de jornada de seis horas de trabalho e não ocasionamos prejuízo para a população, pois organizamos essa jornada para que, de fato, haja economia”, disse Maia Neto.

O presidente da Urbs falou ainda que outras medidas estão sendo tomadas, como a substituição das lâmpadas da estações-tubos por tecnologia LED, 30% mais econômicas que as convencionais. Além disso, a Urbs também tem projetos de eficiência energética em avaliação e com grandes chances de sucesso.

O Plano de Demissão Voluntário para os funcionários aposentados que ainda estavam na ativa, feito em dezembro, também trará, futuramente, uma economia de cerca de R$ 1 milhão por mês para a Urbs. “É uma somatória de ações de gestão que trarão resultado para o conjunto da empresa e para a população”, afirmou Maia Neto.

Além da redução das despesas, a Urbs tem buscado incremento de receita. Por isso, regularizou todas as permissões de uso dos equipamentos urbanos e normatizou o parcelamento de débitos dos atuais permissionários. Hoje, estão em licitação a ocupação de 49 espaços comerciais que estavam ociosos na cidade.

Categoria: Outros

Arquivos

Julho 2018
Junho 2018
Maio 2018
Abril 2018
Março 2018
Fevereiro 2018
Janeiro 2018
Dezembro 2017
Novembro 2017
Outubro 2017
Setembro 2017
Agosto 2017
Julho 2017
Junho 2017
Maio 2017
Abril 2017
Março 2017
Fevereiro 2017
Janeiro 2017
Dezembro 2016
Novembro 2016
Junho 2016
Maio 2016
Abril 2016
Março 2016
Fevereiro 2016
Janeiro 2016
Dezembro 2015
Novembro 2015
Outubro 2015
Setembro 2015
Agosto 2015
Julho 2015
Junho 2015
Maio 2015
Abril 2015
Março 2015
Fevereiro 2015
Janeiro 2015
Dezembro 2014
Novembro 2014
Outubro 2014
Setembro 2014
Agosto 2014
Julho 2014
Junho 2014
Maio 2014
Abril 2014
Março 2014
Fevereiro 2014
Janeiro 2014
Dezembro 2013
Novembro 2013
Outubro 2013
Setembro 2013
Agosto 2013
Julho 2013
Junho 2013
Maio 2013
Abril 2013
Março 2013
Fevereiro 2013
Janeiro 2013
Dezembro 2012
Novembro 2012
Outubro 2012
Setembro 2012
Agosto 2012
Julho 2012