Notícias

Urbs abre licitação para criar aplicativo próprio para frota de táxi

SMCS/PMC

| 26/11/2018

Curitiba poderá ter um aplicativo próprio para a frota de táxi da cidade e sem custo para o taxista. A Urbs (Urbanização de Curitiba S/A), que gerencia o serviço em Curitiba, lançou na semana passada uma concorrência pública para selecionar um sistema que possa ser usado pelos taxistas de forma única e similar aos aplicativos privados do mercado.

Além de oferecer mais comodidade para a população, a proposta da Urbs em ter um aplicativo próprio é melhorar a segurança e o controle da frota de táxi de Curitiba. A abertura das propostas será feita no dia 14 de dezembro, às 13 horas, na sede da Urbs, na Rodoferroviária de Curitiba.

“Na última década a tecnologia provocou mudanças significativas e irreversíveis seja para as relações de mercado e também no comportamento da população, por isso é preciso tirar partido dessas facilidades para se ter competitividade, especialmente nesse setor de transporte individual de passageiros”, disse o presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto.

A adesão ao aplicativo da cidade será opcional para os cerca de três mil taxistas de Curitiba. A Urbs não terá receita com o aplicativo, nem custo. A licitação prevê uma margem máxima de até 7% sobre as corridas para o vencedor. Essa taxa é um dos critérios da licitação para definir o vencedor, quanto menor, mais pontos para o concorrente.

“Hoje o Uber, por exemplo, tem uma taxa de mais de 25% de comissão no valor das corridas”, explicou Vilson Kimmel, coordenador da Área de Tecnologia de Informação da Urbs.

Além de empresas, a licitação prevê também a participação de consórcios no certame. O aplicativo deverá funcionar nos sistemas iOS, Android e web e integrado aos taxímetros, com um módulo gestor.

Para o cidadão, o serviço será similar aos tradicionais aplicativos de mercado, como Uber e Cabify, por exemplo, onde se define o endereço de destino e forma de pagamento. A maior diferença é que o cidadão faz corridas seguras, com motoristas licenciados, cadastrados e fiscalizados pela Prefeitura de Curitiba por meio da Urbs.

Inspeções

Os táxis e outros veículos cadastrados para o serviço de transporte escolar e fretamento de Curitiba passam por avaliações periódicas na Urbs. Até outubro de 2018, os técnicos da Urbs fizeram 4.956 inspeções em táxis para verificar documentação e condições dos veículos. “Esse controle é um dos diferenciais entre táxi e outras formas de transporte individual”, explicou Maia Neto.

Ao longo dessa gestão, a Urbs permitiu o aumento da vida útil dos veículos, de cinco anos para sete anos, também flexibilizou a exigência do traje social para o motorista e dobrou o parcelamento da taxa de outorga anual de R$ 1.350,00 para quatro meses.

Outra proposta acatada pela Urbs para atender aos taxistas foi a possibilidade de parar as atividades do táxi por até 24 meses sem risco de perder a concessão.  A Urbs também flexibilizou o uso da Bandeira 1 em dezembro, quando por lei é obrigatório rodar com a Bandeira 2.

Categoria: Táxi

Arquivos

Dezembro 2018
Novembro 2018
Outubro 2018
Setembro 2018
Agosto 2018
Julho 2018
Junho 2018
Maio 2018
Abril 2018
Março 2018
Fevereiro 2018
Janeiro 2018
Dezembro 2017
Novembro 2017
Outubro 2017
Setembro 2017
Agosto 2017
Julho 2017
Junho 2017
Maio 2017
Abril 2017
Março 2017
Fevereiro 2017
Janeiro 2017
Dezembro 2016
Novembro 2016
Junho 2016
Maio 2016
Abril 2016
Março 2016
Fevereiro 2016
Janeiro 2016
Dezembro 2015
Novembro 2015
Outubro 2015
Setembro 2015
Agosto 2015
Julho 2015
Junho 2015
Maio 2015
Abril 2015
Março 2015
Fevereiro 2015
Janeiro 2015
Dezembro 2014
Novembro 2014
Outubro 2014
Setembro 2014
Agosto 2014
Julho 2014
Junho 2014
Maio 2014
Abril 2014
Março 2014
Fevereiro 2014
Janeiro 2014
Dezembro 2013
Novembro 2013
Outubro 2013
Setembro 2013
Agosto 2013
Julho 2013
Junho 2013
Maio 2013
Abril 2013
Março 2013
Fevereiro 2013
Janeiro 2013
Dezembro 2012
Novembro 2012
Outubro 2012
Setembro 2012
Agosto 2012
Julho 2012