Notícias

Senado aprova empréstimos internacionais para Curitiba

Divulgação

| 3/7/2020

O Senado Federal aprovou em sessão deliberativa remota, nesta quinta-feira (2/7), a contratação de financiamentos externos por Curitiba para os projetos do Aumento da Capacidade e Velocidade da Linha Direta Inter 2 e de Gestão de Risco Climático Bairro Novo do Caximba. Com a aprovação, as matérias seguem à promulgação e aos trâmites para as assinaturas dos contratos de financiamento.

"É uma grande conquista para Curitiba e um grande legado de obras e empregos para a nossa cidade no pós-pandemia. Resultado que é fruto do esforço coletivo da bancada paranaense de deputados e senadores em favor de Curitiba e de todos os curitibanos, de nascimento ou adoção", afirmou o prefeito Rafael Greca.

São US$ 187 milhões (R$1,017 bilhão) em investimentos, somados os empréstimos e contrapartidas municipais aos projetos e obras estruturantes para as áreas de mobilidade e gestão de risco climático, a serem contratadas junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e à Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD).

A aplicação desses recursos em obras e projetos deverá gerar cerca de 49 mil (48.864) empregos na cidade ao longo da implantação, entre empregos diretos, indiretos e induzidos, segundo cálculo do governo federal.

Ambas as mensagens (28/2020 e 29/2020) pela aprovação das operações de crédito para Curitiba, encaminhadas ao Senado pela Presidência da República, foram relatadas pelo senador Oriovisto Guimarães, que integra a Comissão de Assuntos Econômicos do Senado (CAE).

A votação foi feita em caráter de urgência por sugestão do presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre.

“Sugiro antecipar na pauta prestigiando a bancada do Paraná, com os senadores Álvaro Dias, Flávio Arns e Oriovisto Guimarães, além do prefeito da cidade de Curitiba, Rafael Greca, votando em caráter de urgência as mensagens de contratação de crédito antes do restante da pauta”, orientou Alcolumbre.

Ao iniciar a leitura dos seus pareceres, o senador Oriovisto Guimarães destacou o empenho de Curitiba na aprovação dos financiamentos

“Em nome da cidade de Curitiba, do prefeito Rafael Greca, dos senadores Álvaro Dias, Flávio Arns e em meu nome muitíssimo obrigado por essa deferência. É um projeto muito importante para a cidade de Curitiba que luta para obter esses empréstimos há muito tempo”, disse o senador paranaense.

O senador destacou, em seu parecer, que Curitiba apresenta nota A em capacidade de pagamento, tendo obedecido todas as normas e artigos da Constituição Federal, Responsabilidade Fiscal e análises técnicas da Secretaria do Tesouro Nacional.

“Foram dois créditos que relatei, aprovados por unanimidade Senado e muito importantes porque vão tornar Curitiba uma cidade ainda melhor do que já é”, afirmou Oriovisto Guimarães.

O parlamentar ressaltou que o dinheiro vai beneficiar enormemente a linha Inter 2, que passa por 35 bairros, com pista exclusiva para os ônibus, ciclovias, com iluminação solar, beneficiando uma população enorme. “Esse projeto vai servir de modelo para o Brasil, significando muito para a cidade de Curitiba”, disse.

Do projeto socioambiental do Bairro Novo Caximba, que terá recursos contratados junto à AFD, Oriovisto ressaltou o aspecto social, porque atinge áreas sujeitas a alagamentos que agora terão um programa de infraestrutura urbana e social. Vai beneficiar diretamente 10,4 mil pessoas e, indiretamente, 668 mil pessoas, inclusive de municípios limítrofes.

“Curitiba tem todas as garantias, obedece todas as normas, tem toda a análise técnica, não possui pendência está de acordo com os preceitos da União e do Senado e estão sendo observadas todas as exigências legais para solicitar esse crédito. Isso mostra os três senadores atuando em comum para o benefício do Paraná e estamos tendo bons resultados”, disse Oriovisto Guimarães.

Financiamentos e contrapartidas
O financiamento do Projeto do Aumento da Capacidade e Velocidade da Linha Direta Inter 2 contará com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento e contrapartidas da Prefeitura. São US$ 106,7 (R$ 580,4 milhões) do BID e US$ 26,7 milhões (R$ 145,2 milhões) do município.

Com a AFD, contratação será de US$ 42,9 milhões (€ 38,1 milhões de euros / R$ 233,2 milhões) para o Projeto Gestão de Risco Climático Bairro Novo do Caximba, que tem contrapartida municipal de US$ 10,7 milhões (R$ 58,3 milhões).

Categoria: Transporte Coletivo

Arquivos

Agosto 2020
Julho 2020
Junho 2020
Maio 2020
Abril 2020
Março 2020
Fevereiro 2020
Janeiro 2020
Dezembro 2019
Novembro 2019
Outubro 2019
Setembro 2019
Agosto 2019
Julho 2019
Junho 2019
Maio 2019
Abril 2019
Março 2019
Fevereiro 2019
Janeiro 2019
Dezembro 2018
Novembro 2018
Outubro 2018
Setembro 2018
Agosto 2018
Julho 2018
Junho 2018
Maio 2018
Abril 2018
Março 2018
Fevereiro 2018
Janeiro 2018
Dezembro 2017
Novembro 2017
Outubro 2017
Setembro 2017
Agosto 2017
Julho 2017
Junho 2017
Maio 2017
Abril 2017
Março 2017
Fevereiro 2017
Janeiro 2017
Dezembro 2016
Novembro 2016
Junho 2016
Maio 2016
Abril 2016
Março 2016
Fevereiro 2016
Janeiro 2016
Dezembro 2015
Novembro 2015
Outubro 2015
Setembro 2015
Agosto 2015
Julho 2015
Junho 2015
Maio 2015
Abril 2015
Março 2015
Fevereiro 2015
Janeiro 2015
Dezembro 2014
Novembro 2014
Outubro 2014
Setembro 2014
Agosto 2014
Julho 2014
Junho 2014
Maio 2014
Abril 2014
Março 2014
Fevereiro 2014
Janeiro 2014
Dezembro 2013
Novembro 2013
Outubro 2013
Setembro 2013
Agosto 2013
Julho 2013
Junho 2013
Maio 2013
Abril 2013
Março 2013
Fevereiro 2013
Janeiro 2013
Dezembro 2012
Novembro 2012
Outubro 2012
Setembro 2012
Agosto 2012
Julho 2012