Qui, 21 de Setembro de 2017

Sistema Trinário de Vias

sistema trinário

Via Central:

Canaleta central exclusiva para a circulação das linhas expressas (transporte de massa) e duas vias lentas para acesso às atividades lindeiras. A via exclusiva confere ganhos significativos para a velocidade operacional das linhas expressas.

Vias Estruturais:

Duas vias paralelas à via central com sentido único, situadas a uma quadra de distância do eixo, destinadas às ligações centro-bairro e bairro-centro, para a circulação dos veículos privados.

Corredores de transporte 

Corredores de Transporte:

Os corredores de transporte coletivo, componentes dos sistemas trinários, são elementos referenciais dos eixos estruturais de desenvolvimento, pois:

Ordenam o crescimento linear da cidade;

Caracterizam as maiores densidades demográficas;

Priorizam a instalação de equipamentos urbanos;

Concentram a infra-estrutura urbana;

Definem uma paisagem urbana própria;

Traduzem os mecanismos do planejamento integrado do uso do solo;

Ordenam o sistema viário e o transporte coletivo;

Retenção de destinos (Em 1974, 92% dos usuários se deslocavam até a região central de Curitiba. A partir de 2003, apenas 30% dos usuários têm como destino o centro da cidade).

Dentro do processo de evolução do sistema, a partir do mês de março/2010, Curitiba iniciou um programa de obras para melhorias nas vias exclusivas, viabilizando a criação de uma terceira pista junto às estações intermediárias, que tem por objetivo criar uma área de ultrapassagem nestes pontos. Estas alterações permitiram a implantação de uma linha direta que percorre o mesmo corredor que a linha original, porém sem paradas nos pontos intermediários, somente nos terminais e área central da cidade. Assim, o Eixo Boqueirão, primeiro corredor a receber esta inovação, já apresenta reduções bastante significativas no tempo de viagem da linha.

 

 

Estruturação Viária

Estruturação viária