Notícias

Patinetes elétricas devem seguir regras atuais do Conselho Nacional de Trânsito

Foto: Pedro Ribas/SMCS

| 9/5/2019

Enquanto o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) não estabelece novas regras que balizem o uso de patinetes elétricas, Curitiba segue cumprindo a legislação vigente, tendo como prioridade o estímulo a novos modais explorados por startups e a segurança no trânsito, notadamente para pedestres.

“É livre o uso, consciente e cuidadoso, das calçadas e vias públicas, compartilhadas ou não, pelos modais de inovação”, esclarece o prefeito Rafael Greca. “Pedestres, especialmente crianças, idosos e cadeirantes, têm absoluta prioridade nas calçadas e vias públicas  da cidade de Curitiba”, complementa o prefeito.

Eventuais infrações cometidas por usuários de patinetes elétricas serão tratadas à luz da legislação federal de trânsito vigente – alterações poderão ocorrer após a regulamentação a ser feita pelo Contran.

O município reforça a necessidade de observância do artigo 2, parágrafo segundo, incisos 1, 2, 3 e 4 da Resolução 465 do Conselho Nacional de Trânsito, de 27 de novembro de 2013.

Eles determinam que a velocidade máxima é de 6 km/h, em áreas de circulação de pedestres, e de 20 km/h em ciclovias, ciclofaixas e ruas.

Também é vedado o estacionamento de bicicletas e patinetes no passeio livre, bem como nas pistas táteis de acessibilidade para pessoas com deficiência visual. Além disso, é proibida a circulação em canaletas e faixas exclusivas do transporte coletivo.

Evolução
O prefeito destaca que novos modais ampliaram a questão dos deslocamentos nas vias públicas. “Bicicletas, patinetes e outros veículos compartilhados são parte da nova estratégia da cidade, voltada a ampliar a mobilidade urbana”, afirma.

Como fica patente pelas ações desenvolvidas no âmbito do Vale do Pinhão – o programa municipal focado em transformar Curitiba num polo de inovação – o município apoia e estimula o desenvolvimento de novos serviços, como os prestados pelas empresas que operam este novo modelo de transporte compartilhado.

Histórico
O aluguel de patinetes começou a ser ofertado em Curitiba no início deste ano. Neste período, técnicos da Superintendência de Trânsito (Setran) e do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano (Ippuc) estão analisando a evolução do serviço, o comportamento dos usuários e as demandas por ele geradas para o município.

A Política Nacional de Mobilidade prioriza o pedestre, cabendo ao usuário de quaisquer veículos ter atenção e cuidado com os transeuntes – do que decorre a necessidade de respeito a normas simples, como velocidade nas vias.

O mesmo cuidado deve ser adotado ao deixar o equipamento no espaço público. A recomendação é de evitar colocar o patinete ou bicicleta no meio da calçada, o que atrapalha a passagem e dificulta a mobilidade para pessoas com deficiência.

Serviço
Regras básicas de circulação e boa convivência no trânsito:

- O uso do capacete é recomendado para aumentar a segurança, em eventual queda ou colisão.
- Utilizar o modal em velocidade reduzida, dando preferência aos pedestres.
- Nas ruas, evitar o “zigue-zague” e passar entre os carros. Redobrar a atenção, principalmente em cruzamentos. Se o sinal está fechado, o usuário da bicicleta e do patinete também deve parar, assim como os demais veículos.
- A utilização nas canaletas e faixas exclusivos do transporte coletivo é proibida. A exposição do ciclista ou usuário de patinete na canaleta traz riscos para a própria vida dele.

Categoria: Outros

Arquivos

Julho 2019
Junho 2019
Maio 2019
Abril 2019
Março 2019
Fevereiro 2019
Janeiro 2019
Dezembro 2018
Novembro 2018
Outubro 2018
Setembro 2018
Agosto 2018
Julho 2018
Junho 2018
Maio 2018
Abril 2018
Março 2018
Fevereiro 2018
Janeiro 2018
Dezembro 2017
Novembro 2017
Outubro 2017
Setembro 2017
Agosto 2017
Julho 2017
Junho 2017
Maio 2017
Abril 2017
Março 2017
Fevereiro 2017
Janeiro 2017
Dezembro 2016
Novembro 2016
Junho 2016
Maio 2016
Abril 2016
Março 2016
Fevereiro 2016
Janeiro 2016
Dezembro 2015
Novembro 2015
Outubro 2015
Setembro 2015
Agosto 2015
Julho 2015
Junho 2015
Maio 2015
Abril 2015
Março 2015
Fevereiro 2015
Janeiro 2015
Dezembro 2014
Novembro 2014
Outubro 2014
Setembro 2014
Agosto 2014
Julho 2014
Junho 2014
Maio 2014
Abril 2014
Março 2014
Fevereiro 2014
Janeiro 2014
Dezembro 2013
Novembro 2013
Outubro 2013
Setembro 2013
Agosto 2013
Julho 2013
Junho 2013
Maio 2013
Abril 2013
Março 2013
Fevereiro 2013
Janeiro 2013
Dezembro 2012
Novembro 2012
Outubro 2012
Setembro 2012
Agosto 2012
Julho 2012