Notícias

Obras estruturantes dão novo perfil à Regional Tatuquara

Foto: Valdecir Galor/SMCS

| 6/1/2020

A entrega das alças de acesso do Viaduto Pompéia (obra abandonada pela gestão anterior), construção do terminal de ônibus do Tatuquara, asfalto novo e de qualidade em várias ruas são algumas das intervenções da Prefeitura que mudaram o perfil da Regional Tatuquara em 2019.

Formada pelos bairros Campo do Santana, Caximba e Tatuquara é uma das regiões da cidade que mais cresce.

 
“O viaduto estava inoperante porque a gestão anterior não fez as alças de ligação, mas nós corrigimos isso agora e o povo do Tatuquara ganhou muito em mobilidade”, disse o prefeito Rafael Greca, ao entregar a obra à população.

 

Região valorizada

Ao abrir o Viaduto Pompéia, a Prefeitura facilitou a vida de muita gente, como a de José Salvador Spina, trabalhador da Ceasa e morador da região há 30 anos. 

“Eu criei meus filhos aqui e nunca teve nada tão bom como essas obras. A gente fica alegre e, sem dúvida, a vida melhora. Nossa região fica mais valorizada”, aponta Spina.

Asfalto novo em 19 quilômetros

Também no quesito mobilidade, merece destaque a requalificação do asfalto e as implantações de pavimentação definitiva pelo programa Asfalto no Saibro, iniciadas pelas ruas Delegada Ieda Cristina Ribeiro, Dr. Paulo Júlio Fonseca Bittencourt, Jardel Filho, Dalva de Oliveira, Ferdinand Otto Muller e Edisson Ellieri Faust.

Este ano foram requalificados 8 quilômetros de asfalto na região, de acordo com dados da Secretaria Municipal de Obras Públicas. Desde 2017, a Prefeitura executou 19,7 quilômetros de asfalto na Regional Tatuquara.

Neste pacote de obras está a Rua Alda Bassetti Bertholdi, importante ligação entre os bairros Campo do Santana e Tatuquara, que recebeu 1.680 metros de asfalto novo.

Morador da região há 15 anos, o metalúrgico Adenilson Monteiro está satisfeito com o fim dos buracos na rua por onde passa quase que diariamente.

"Estou contente de ver o asfalto lisinho", comemorou Adenilson. 

Novo terminal

Outra conquista importante para a região é a construção do terminal de ônibus do Tatuquara, ao lado da Rua da Cidadania. O investimento é de R$ 8,2 milhões.

Com área de 3,4 mil metros quadrados, o terminal fará a descentralização do transporte no extremo sul de Curitiba. Por ali passarão dez linhas alimentadoras, entre elas: Rio Bonito, Dalagassa, Pompeia, Janaína, Santa Rita, Rurbana e Tatuquara, que hoje fazem a integração no Pinheirinho.

Junto com o projeto do terminal, a Prefeitura vai implantar uma praça no terreno em frente à UPA Tatuquara. 

A Prefeitura também colocou 391 lâmpadas de LED em ruas dos bairros Campo do Santana e Caximba.

Com ruas mais iluminadas, os moradores ganham mais segurança e conforto.

Bairro Novo da Caximba

Em uma das áreas mais carentes da região está em andamento um grande projeto de resgate social e de respeito ao meio ambiente. O Bairro Novo da Caximba vai transformar a região com a construção de 1.147 novas moradias, obras de contenção de cheias e urbanização, regularização fundiária e um parque linear.

A captação de recursos está aprovada pela Comissão de Financiamentos Externos (Cofiex) do governo federal para a contratação de € 38,1 milhões (R$ 164 milhões) junto à AFD (Agência Francesa de Desenvolvimento), com contrapartida do município de € 9,5 milhões (US$ 10,2 milhões ou R$ 41 milhões). 

Futuro melhor

Além de atuar para dar melhores condições de vida para as famílias que moram no Caximba, a Prefeitura, em conjunto com o Senai-PR e outras instituições, criou oportunidades para dar um futuro melhor aos jovens.

Em agosto do ano passado, 29 jovens que moram em áreas irregulares no Caximba ingressaram em um curso profissionalizante de aprendizagem em assistente de produção. Com conclusão agora em dezembro, a turma está com a maioria dos integrantes encaminhada para vagas de emprego.

Gabriel Lopes, 16 anos, mora na Vila 29 de Outubro e acredita que o curso abrirá muitas possibilidades para seu futuro.

“Fiquei empolgado em fazer este curso, principalmente por ser do Senai, que é bastante reconhecido”, disse.

Investimento social

Em 2019, a Fundação de Ação Social (FAS) garantiu a formação de 1.423 pessoas em cursos profissionalizantes ofertados pelos Liceus de Ofício, na Regional Tatuquara. 

Desde o começo do ano, a população do Tatuquara está sendo atendida na sede nova do Centro de Referência da Assistência Social (Cras) Monteiro Lobato. 

Em fevereiro, a Prefeitura implantou o Centro de Atenção Psicossocial (Caps) Tatuquara, voltado para pacientes com transtornos mentais severos e persistentes e problemas relacionados a uso abusivo de álcool e outras drogas.

Outro reforço importante na área social para a região aconteceu em maio, com a inauguração do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) do Tatuquara.

De janeiro a setembro, foram atendidas 1.313 pessoas na Regional Tatuquara. No mesmo período, o Cras atendeu 10.059 famílias.

Saúde 

Nas oito unidades de saúde da regional foram feitas 122.695 consultas médicas entre janeiro e novembro de 2019. No mesmo período, foram realizados 622.656 procedimentos médicos e de enfermagem nas unidades de saúde. Na UPA Tatuquara, os atendimentos de urgência e emergência atingiram 139.054 casos.

A Prefeitura também distribuiu 15.820.272 unidades de medicamentos desde o começo do ano até novembro.

E os procedimentos odontológicos nas unidades de saúde somaram 86.774.  

Crianças

Em 2019, a atenção ao ensino especial ganhou reforço com a implantação do Centro Municipal de Atendimento Educacional Especializado (CMAEE) Branca Casagrande Sabbag na Rua da Cidadania do Tatuquara.

O núcleo dá apoio especializado às crianças e aos estudantes com deficiência, autismo, altas habilidades e transtornos funcionais específicos de aprendizagem das 15 escolas e 22 Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) da regional.

Cultura 

Para difundir a cultura na região, a Prefeitura passou a ofertar cursos da Fundação Cultural de Curitiba (FCC) na Rua da Cidadabia. Um deles é o projeto MusicaR, que oferece aulas gratuitas de musicalização para crianças e adolescentes, dos 7 aos 15 anos. 

A comunidade também tem à disposição cursos de desenho básico e pintura, curso gratuito de iniciação ao teatro, Nosso canto (vocal e coral) e Balé Clássico.


Tatuquara em números 

- 8 km de asfalto novo

- 10.059 famílias atendidas no CRAS

- 1.313 pessoas atendidas no Creas

- Investimento de R$ 8,2 milhões na construção do Terminal de ônibus

- 1.423 pessoas formadas em cursos profissionalizantes

- 391 lâmpadas LED implantadas no Campo de Santana e Caximba

Categoria: Transporte Coletivo

Arquivos

Julho 2020
Junho 2020
Maio 2020
Abril 2020
Março 2020
Fevereiro 2020
Janeiro 2020
Dezembro 2019
Novembro 2019
Outubro 2019
Setembro 2019
Agosto 2019
Julho 2019
Junho 2019
Maio 2019
Abril 2019
Março 2019
Fevereiro 2019
Janeiro 2019
Dezembro 2018
Novembro 2018
Outubro 2018
Setembro 2018
Agosto 2018
Julho 2018
Junho 2018
Maio 2018
Abril 2018
Março 2018
Fevereiro 2018
Janeiro 2018
Dezembro 2017
Novembro 2017
Outubro 2017
Setembro 2017
Agosto 2017
Julho 2017
Junho 2017
Maio 2017
Abril 2017
Março 2017
Fevereiro 2017
Janeiro 2017
Dezembro 2016
Novembro 2016
Junho 2016
Maio 2016
Abril 2016
Março 2016
Fevereiro 2016
Janeiro 2016
Dezembro 2015
Novembro 2015
Outubro 2015
Setembro 2015
Agosto 2015
Julho 2015
Junho 2015
Maio 2015
Abril 2015
Março 2015
Fevereiro 2015
Janeiro 2015
Dezembro 2014
Novembro 2014
Outubro 2014
Setembro 2014
Agosto 2014
Julho 2014
Junho 2014
Maio 2014
Abril 2014
Março 2014
Fevereiro 2014
Janeiro 2014
Dezembro 2013
Novembro 2013
Outubro 2013
Setembro 2013
Agosto 2013
Julho 2013
Junho 2013
Maio 2013
Abril 2013
Março 2013
Fevereiro 2013
Janeiro 2013
Dezembro 2012
Novembro 2012
Outubro 2012
Setembro 2012
Agosto 2012
Julho 2012